Escolha uma Página

Toda árvore frondosa já foi semente.

Todo relacionamento precisa ser nutrido – como quem nutre e cuida da terra pra dela fazer brotar a vida.

É preciso ter zelo, é preciso ter disciplina, é preciso suor, é preciso renúncia e muita paciência pra que toda a potencialidade de uma pequenina semente possa ter lugar – e em toda sua cor brilhar – no jardim da vida.

Não é à toa que Jesus dizia que se a semente que cai na terra não morre, ela fica só; mas se semente – ao cair na terra – morrer, ela dá muito fruto.

Jesus estava usando a sua morte tão sofrida e tão injusta como uma linda metáfora pra vida… uma metáfora pra nos mostrar a vida eterna que ao morrer Ele iria conquistar – e já conquistou – quando no terceiro dia, ao ressuscitar, Ele matou a morte e tirou de nós toda condenação.

Mas essa metáfora que Jesus tão sabiamente utilizou também carrega outros ensinamentos.

Ela me ensina que existem coisas que precisam morrer pra dar lugar à vida.

Ela me ensina que não existe vida sem morte.

Ela me ensina que não existe amor sem dor.

Que não existe cor sem dor.

Porque a semente tem que morrer.

Se o orgulho não morre, o perdão não nasce.

Se a indiferença não morre, o amor não brota.

Se a inveja não morre, a compaixão não aflora.

Se o meu velho eu não morre, o poder da vida aborta.

Todo relacionamento carrega em si o poder da vida e da morte.

Por isso, vale sempre a pena parar e fazer um balanço do que deve morrer e do que deve viver dentro da gente.

Vale sempre a pena refletir se os relacionamentos que nutrimos estão produzindo frutos de arrependimento ou arrependimento dos frutos.

Porque se a terra é fértil, mas a outra semente não quer contigo morrer, ela fica estéril.

Lembre-se:

Toda árvore frondosa já foi semente.

Mas se uma semente depois de morta sente

que a outra semente insiste em lhe continuar indiferente,

Talvez seja hora de morrer de uma forma diferente,

em um solo diferente.

Talvez, até, pra uma pessoa diferente.

Pra que não morra sufocado por abandono o amor que está tão carente,

desejoso de brotar

e de frutificar

e de se fazer honrar dentro da gente.

Fernando Khoury

https://anchor.fm/almamole