Escolha uma Página

Mateus 13:46 – E, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e comprou-a.

Quem leva a sério ser colecionador entende bem a parábola da pérola de grande valor. Faz sentido o que Jesus disse: “Encontrando uma pérola de grande valor… vendeu tudo quanto tinha e a comprou” (Mateus 13:46). A aplicação desta parábola ao relacionamento humano parece óbvia.

No decorrer de nossa vida individual vamos colecionando, consciente ou inconscientemente, informações, valores e hábitos. E nossa vida quase que vai se resumindo à nossa coleção de hábitos e valores. Acontece que com as outras pessoas ocorre a mesma coisa – elas também passam a ser o fruto das suas coleções.

No nosso relacionamento interpessoal, então, um dos problemas sérios é o que devemos conservar de nossas coleções, quando passamos a conviver a coleção do outro. O que guardar? O que eliminar? O que modificar? Que critério usaremos, para tomar estas decisões?

É nesse ponto, que vemos a importância do amor em Cristo. No nosso amor a dois, o amor a Cristo passa a desempenhar o papel do valor mais excelente, que deve suplantar todos os hábitos e valores de nossas coleções.

O valor excelente do amor só é encontrado quando vivemos a excelência do amor a Cristo.

Pr. Olavo Feijó – AMOR EM CRISTO