Escolha uma Página
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é arte-app-1024x256.png

Salmos 19:12 – Quem pode entender os seus erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos.

Quantas vezes descobrimos, muito a contragosto, que machucamos os outros, apesar de não termos a intenção? A falta de intenção, entretanto, não impede que nossa atitude deixe de ferir o outro. Este sentimento é tão desagradável e, às vezes, tão humilhante, que o salmista chegou a orar: “Quem pode ver seus próprios erros? Purifica-me, Senhor, das faltas que cometo sem perceber” (Salmo 19:12).

Ainda que nosso objetivo não seja atribuir tudo a Satanás, em matéria das maldades do mundo, temos a obrigação bíblica de buscar a ajuda do Cristo, contra “as astutas ciladas do Maligno (Efésios 6:11). Não é por acaso que Paulo insiste em, sempre, nos proteger com o uso da “armadura de Deus”.

Satanás às parte, a Bíblia insiste em que nós, individualmente, tenhamos disciplina espiritual. Nosso mau gênio, nossas invejas, as más experiências que recebemos da própria família… A relação das coisas negativas que se apegaram à nossa personalidade tem quilômetros de extensão. Nossa má formação é tão deletéria que somente o Espírito de Cristo pode transformar e purificar. Deus é Senhor do nosso DNA também. Ao invés de ficar chorando, aprisionados pelas faltas que cometemos sem perceber, juntemo-nos ao círculo de oração do rei Davi e, regularmente, pecamos a Ele: “Purifica-me, Senhor, das faltas que cometo sem perceber”.

Pr. Olavo Feijó – AMOR EM CRISTO